(62) 9 9169-3200
Melhore seu desempenho nos estudos - Realiza
em 11 de junho de 2018
  • noticias

Estudar para concursos públicos exige foco, concentração e disciplina. Muitas vezes, o desânimo bate forte e pode te nocautear, caso você não esteja preparado para lidar com as eventualidades que acontecem no dia-a-dia.

 

Por isso, fala-se tanto em planejamento de estudos.

 

Sabe-se que a aprovação em concurso é resultado de uma jornada bem planejada, cujos passos são meticulosamente pensados.

 

Se você tem dúvidas, neste post vamos explicar para você quais são esses passos.

 

Continue a leitura e confira as nossas dicas que vão orientar você para alcançar seu objetivo!

 

1. Defina a carreira pública que pretende seguir

 

Antes de começar a estudar, você precisa saber exatamente qual carreira você quer seguir.

 

Existem várias áreas de atuação no serviço público. Entre elas, destacam-se as carreiras policial, fiscal, bancária, administrativa e a carreira em tribunais.

 

Leia essa postagem e saiba mais detalhes dessas cinco áreas públicas.

 

Não dá para fazer um plano de estudos sem saber qual concurso você quer fazer, pois cada carreira tem seu próprio conjunto de matérias.

 

É por isso que um estudo direcionado para uma carreira específica é mais eficaz do que um estudo abrangente, que não possui alvo definido.

 

Uma boa sugestão é escolher a área com a qual seu perfil melhor se encaixa. Dessa maneira, você terá mais motivação para lidar com as dificuldades que inevitavelmente aparecem na jornada de qualquer concurseiro.

 

2. Não perca a motivação!

 

Jamais perca de vista os benefícios de ser concursado.

 

Estabilidade, remuneração, plano de carreira, entre outros aspectos, são os principais fatores que tornam a carreira pública atraente.

 

Além disso, a própria natureza do trabalho que você realizará deve ser um fator de motivação.

 

Se seu sonho é ser policial, visualize o momento futuro em que isso se realizará.

 

Imagine-se vestindo o uniforme da polícia, recebendo o porte de arma, realizando os treinamentos - ou qualquer outra coisa que tenha feito você se interessar por essa carreira.

 

Dessa forma, você sempre terá ânimo para persistir e superar quaisquer que sejam as barreiras.

 

3. Tenha um santuário do conhecimento

 

Sempre dizemos aos nossos alunos: “Vocês precisam respirar conhecimento”.

 

Isso significa que o estudo deve ter a mesma importância que o oxigênio tem para sua vida. Aprender algo todos os dias deve ser uma necessidade fundamental sua!

 

Embora você possa otimizar seu tempo, estudando nas paradas de ônibus ou no intervalo entre uma atividade e outra, o ideal é que você estude em casa diariamente.

 

Portanto, é muito importante que você organize em sua casa um espaço voltado para o conhecimento.

 

Mesa espaçosa, cadeira confortável, quadro de anotações, caderno e canetas. Tudo isso é fundamental.

 

Não se esqueça: tudo o que você produz em decorrência do seus estudos devem incrementar o lugar. Afixe anotações, esquemas, mapas mentais e frases motivacionais nesse seu espaço.

 

E respeite-o como se ele fosse um santuário. Ao entrar lá, não permita distrações de qualquer natureza e dedique-se a ele de força e alma.

 

4. Estabeleça horas diárias de estudo conforme um cronograma predefinido

 

Não adianta estudar oito horas por dia se esse processo não tiver qualidade.

 

Descubra quantas horas você pode se dedicar aos estudos. Divida esse tempo e encaixe pausas entre cada unidade dessa divisão.

 

Seu cérebro é uma máquina. Não sobrecarregue ele. Permita-se descansar a cada 10, 15 ou 20 minutos. Estabeleça um padrão e não distraia-se tanto nessa pausa.

 

Saia para respirar, meditar ou simplesmente para esticar o corpo. Nada de ir para frente da TV, por exemplo.

 

O intervalo vai servir para que seu cérebro faça melhor o papel de assimilação do conteúdo.

 

Lembre-se: respeite seu cronograma de estudo. Não faça nada que fuja completamente do que você planejou. Tenha foco, que o sucesso é consequência!

 

Nossa última dica sobre o assunto é buscar sempre aperfeiçoar seus métodos de estudo. Veja essas sugestões apenas como diretrizes gerais, que podem ser melhoradas de acordo com as necessidades que você possui.

 

Todos têm sua própria maneira de estudar e aprender. O que fornecemos foram regras genéricas que podem te dar um norteamento - mas não são regras rígidas, incapazes de serem transformadas.

 

A verdade é que o conhecimento deve ser parte do dia a dia, e o sujeito desse processo é você! Portanto, não tema, acredite em si mesmo, que você vai chegar lá!

 

E, aí? Gostou das dicas? Tem alguma outra que gostaria de sugerir? Comente e compartilhe suas ideias conosco!

 

Professores Marcos Rocha e Jeferson Barbosa

@profmarcosrocha

@jefersonprof

 

Artigos que podem interessar você:

 

PMGO 2018: Instituto AOCP é escolhido como organizador do concurso

 

Estabilidade: O que significa ser servidor público estatuário

 

Deixe um Comentário