(62) 9 9169-3200
Por que tanta gente quer passar em concurso público? - Realiza
em 04 de abril de 2018
  • artigo

Eis uma curiosidade: mais de 12 milhões de pessoas estudam diariamente para passar em um concurso público. Os motivos são óbvios para uns, mas obscuros para outros. No fim das contas, sempre cabe a reflexão: por que tanta gente, mesmo sabendo dessa esmagadora concorrência, investe tempo e dinheiro para perseguir o sonho de ser concursado?

Existem várias maneiras de responder a essa questão. Nós vamos contribuir fazendo uma lista de fatores que explicam o interesse coletivo que leva tanta gente para salas de cursinhos preparatórios.

1. Estabilidade

Uma das mais temidas eventualidades no mundo do trabalho é perder o emprego por motivos que fogem do controle do funcionário.

O concurseiro sabe que um funcionário público possui segurança no cargo, algo garantido pela Constituição Federal. Não é que não possa nunca ser demitido. Mas a demissão só pode ocorrer em caso de uma falta grave e apenas será executada após uma sentença judicial, a qual resguarda o direito ao contraditório e à ampla defesa.

2. Salário

Órgãos públicos pagam salários geralmente maiores do que empresas do setor privado. Alguns cargos que exigem apenas ensino médio chegam a pagar um salário superior a 10 mil reais.

3. Não precisa de experiência

Você acaba de ser formar ou quer mudar de área de atuação. A dificuldade disso começa quando as empresas costumam pedir anos de experiência e uma lista ampla de competências que, muitas vezes, não condizem com o salário oferecido.

Por não exigir experiência anterior, o funcionalismo público é ideal para conseguir o primeiro emprego ou se desenvolver em uma área diferente que seja mais interessante para você.

4. Qualidade de vida

Trabalho não é tudo que existe no mundo e, na verdade, devemos trabalhar para ter a possibilidade de passar bons momentos ao lado de quem amamos.

O serviço público possui uma carga horária definida e dificilmente pede que o funcionário faça horas extras. Ou seja, nada de trocar bons momentos no parque com a família depois do fim do expediente por horas a fio frente ao computador para cumprir um deadline.

Fora isso, alguns órgãos possuem recesso de final de ano, o que, somado às férias, permite que o funcionário faça viagens, cursos de verão, ou apenas fique em casa, descansando.

5. Benefícios trabalhistas

O servidor público, além dos benefícios típicos do regime CLT, recebe um adicional por tempo de serviço: a cada determinada quantia de anos trabalhados, acontece um aumento percentual sobre o salário do funcionário. Quanto maior o tempo, maior o percentual.

Existem também as chamadas licenças remuneradas: afastamento de três meses a cada cinco anos trabalhados, licenças-prêmio, licença para realizar cursos de capacitação e reciclagem, etc.

Ninguém pode tirar seu poder de decisão!

Embora nosso objetivo tenha sido responder àquela questão inicial, o fato é que os cinco fatores que apontamos aqui podem servir para estimular você que está indeciso sobre arriscar o investimento na carreira pública, e também pode ajudar a quem está há muito tempo tentando uma vaga sem sucesso.

Nós sabemos que a jornada é difícil – mas vimos que o destino é, sem dúvidas, recompensador.

Muitas incertezas fazem parte dessa jornada, mas há algo incontestável: você só vai chegar lá quando tomar a decisão de se esforçar verdadeiramente ao máximo. Essa é, na verdade, a única coisa que não pode fugir do seu controle: sua vontade e a decisão permanecer firme até conseguir.

Bons estudos!

Deixe um Comentário